comment 1

Oriana Fallaci

Wikipedia

A História produz certos personagens singulares, criados polas circunstâncias e fortalecidos polo seu carácter. É o caso da jornalista italiana Oriana Fallaci (1929 – 2006), quem tivo umha vida apaixonante mas sem dúvida dura.

De nena carregava na bolsa da escola as granadas da resistência antifascista italiana na que participava seu pai, detido e torturado polos alemãs. As suas acçons fôrom condecoradas polo exército italiano aos catorze anos de idade. Sem formaçom jornalistica, entra na profissom com dezasseis anos, primeiro em jornais locais e logo no semanário L’Europeo.

Nas páginas desta publicaçom aparecerám as suas famosas entrevistas com os homens que marcárom a segunda metade do século XX: Henry Kissinger, Khomeini, Yasir Arafat, o arcebispo Makarios, Willi Brandt ou Álvaro Cunhal. Mas também com as primeiras mulheres que chegárom ao poder: Indira Gandhi na Índia, Golda Meier em Israel ou Sirinavo Bandaranaike em Sri Lanka. Conheceu de preto a guerra do Vietname, onde estivo sete vezes, cobrindo o conflito para L’Europeo.

Umha vida emocionante, mas que nom pudo compensar as suas desgraças pessoais. O seu companheiro, o luitador anarquista Alexandros Panagoulis, foi assassinado em maio de 1976. Marcou-na tanto que chegou a escrever umha biografia: Um homem. Outro dos seus tormento no treito final da sua vida foi a sua frustrada maternidade, que junto com as críticas á presença do Islam na Itália ocupariam as suas últimas obras.

Um personagem sem dúvida controvertido, Oriana Fallaci é umha das grandes figuras do jornalismo do século XX. Umha mulher que rompeu estereótipos e as barreiras que lhe impediam chegar á verdade. Nunca intentou ocultar-se baixo umha falsa objectividade, sempre era ela, deixando sempre, com as suas palavras, girons da alma em cada experiência profissional.

Recupero aqui este texto publicado no meu anterior blogue.

1 Comment so far

  1. sempre há vidas contradictórias… Mas ao fim som ejemplos de superação que cumpre ter moi em conta.
    Um famosso político italiáno anti-fascista dijo umha vez que “as vezes na vida há que saber luitar nom só sem medo, senom também sem esperança”

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s