comment 1

Asasinato no Consello Nacional, de Diego Ameixeiras

Por fim umha história sobre nós, umha história que fala dos nossos conflitos, mal-entendidos e ódios pessoais.Por fim umha novela sobre o BNG e as suas gentes (e que gentes!). Falo, como nom, de Asasinato no Consello Nacional, do jornalista e guionista Diego Ameixeiras, título inspirado no Asesinato en el Comité Central, de Vázquez Montalbán e o seu detective Carvalho (si, com LH). 

A pesar do morbo e polémicas que poidam surgir ao seu redor, Asasinato no Consello Nacional nom deixa de ser umha história inventada, umha novela de mais de 300 páginas, entretida e que engancha, polo que nom haberia que darlhe demasiadas voltas ao asunto, mas o bem caracterizadas (e ás vezes caricaturaras) que aparecem as personagens fanas mui reconhecíveis para qualquera que saiba um mínimo de política ou estea informado, e isso da moito jogo.

Precisamente por isso, seremos provavelmente “os de dentro” os que leiamos com maior interesse o livro, para atopar neles aos nossos líderes longe da imagem mercado-técnica que pretendem amosar-nos para ve-los como pessoas normais, com as suas filias e fobias (sobre todo cara outros companheiros da fronte nacionalista) e como actuam ante o asassinato inesperado. Porém, todo o mundo pode passa-lo bem lendo a Ameixeiras mentres intenta descobrir quem se agocha tras Mario Dacosta, Alicia Souto, Felipe Xelmírez, Balseiro ou Amoedo. A única pega da novela é o orientalismo do protagonista, que ás vezes resulta pouco credível e dificulta a leitura.

Asasinato no Consello Nacional está a ter umha mui boa acolhida entre o público e tivo muita repercussom nos meios. O tema e a relaçom com a realidade do BNG (o raro é nom termos rematado antes a tiros) forom a campanha de promoçom perfeita para o livro de Ameixeiras, algo que falha em muitos lançamentos das editoriais galegas. Nom quero dizer com isto que todas devam tratar sobre assassinatos de políticos (daria para umha colecçom das que lançam as editoras em Setembro) mas si que cumpre vender melhor o que fazemos, porque do contrario nom chegamos ao público leitor.

E por certo, som único que cree que Alicia Souto (por aquilo de nom dar nomes) é a que pior queda da história?

1 Comment so far

  1. Eu concordo, minha pobre, será para tanto? E isso que todos som retratados até a caricaturizaçom, pero o de A.Souto é cevar-se um pouco, xD

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s