comment 0

Recompensas

Ás vezes, esta profissom dá pequenas recompensas. Esta semana tivem que fazer umha pequena nova, nem sequer estava assinada, sobre umha sentença que obriga ao Sergas a pagar 150.000 euros a umha família de Cuntis por um erro médico.

Custou-me faze-la. Ler a sentença, 16 páginas a máquina de escrever, foi um sofrimento. Entre vocabulário jurídico e frases barrocas, pouco a pouco contavam-se as consequências de um mal diagnóstico e os efeitos a hoje. Foi duro escreve-lo, e sobre todo intentar nom cair na morbosidade á hora de explicar os feitos. Busquei, na medida das minhas possibilidades, explicar que acontecia sem recriar-me. Nom sei se o conseguim. Espero que si.

De todas formas, valeu a pena. Umha família colombiana leu a nova na web e enviou um mail a El País para preguntar polo caso, pois um dos seus filhos padece umha doença semelhante a do caso de Cuntis. No jornal derom-lhe o contacto do advogado que levou o caso galego. Espero que sirva para algo. Nom sei. O único seguro é que a ilusom nom ma quita ninguém.

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s